• Português
  • Inglês

Você Sabia

Prótese

  • A reconstituição dos dentes pode ser realizada de forma fixa – próteses convencionais ou sobre implantes, sejam unitárias ou múltiplas – ou de forma móvel – próteses totais ou parciais removíveis.
    Saibam quais são os tipos de próteses de acordo com a necessidade de tratamento:
  • Ponte Fixa sobre dentes
  • Prótese Fixa sobre implantes
  • Ponte Fixa sobre implantes
  • Prótese removível sobre implantes
Página 1 / 4
  • As facetas laminadas de porcelana, tipo lente de contato, são uma excelente opção para reconstituir dentes com alterações na cor e na forma, proporcionando um resultado de estética refinada e alta resistência mecânica aliado a um mínimo desgaste da estrutura dentária. São uma excelente alternativa para a recuperação estética de dentes parcialmente comprometidos e que não podem ser recuperados - tão somente - com o apoio de tratamentos convencionais como os clareamentos dentários e restaurações de resina composta.
    Elas funcionam como capas de pouca espessura que são cimentadas - através de cimentos de resina - junto a estruturas dentárias delicadamente desgastadas na sua porção anterior (ou exposta ao sorriso). A principal vantagem é a resistência e durabilidade ao processo em relação a restaurações em resina.
Página 2 / 4
  • A visita ao dentista para manutenção da saúde bucal deve ser ocorrer em intervalos regulares, dependendo das necessidades de cada pessoa. A falta de um bom acompanhamento profissional pode comprometer a reabilitação oral realizada anteriormente.
  • Não se deve confundir protesista, que é um cirurgião-dentista especialista em prótese dentária, com o técnico em prótese dentária – TPD, pois este presta serviço para o cirurgião-dentista e não pode atender diretamente o paciente.
Página 3 / 4
  • É errônea a crença de que um dente coberto com uma coroa protética estará protegido da cárie. É necessário seguir os mesmos cuidados de higiene dos dentes naturais.
  • Quando ocorre a perda de um ou mais dentes, deve-se reconstruir a oclusão rapidamente para evitar que a falta de contato entre os dentes restantes resulte na sua movimentação, o que prejudica o sistema mastigatório e a estabilidade maxilar.
  • A falta de reposição do elemento dental perdido pode levar ao aparecimento de vários distúrbios, como doenças periodontais, dificuldades na articulação temporomandibular – ATM, mastigação deficiente, problemas gastrointestinais e nutricionais, dores oro-faciais e comprometimento estético, além de causar envelhecimento facial precoce.
Página 4 / 4